bg      bg
bg
spacer
spacer
Artigos de Opinião
Barómetro Imobiliário
FotoPublicado no dia 29 de novembro de 2017 no Público

Uma das melhores formas de conhecer o comportamento dos mercados, é o estudo da sua pesquisa, através da monitorização de dados que nos permitam identificar problemas e definir soluções e oportunidades para os desafios que se apresentam.

Ao conhecermos as reais necessidades dos consumidores, é-nos muito mais simples oferecer um serviço que corresponda às suas expetativas, diminuindo eventuais riscos, uma vez que, quanto mais informação houver, menor é a probabilidade de se cometer erros.

No sector imobiliário, os instrumentos de monitorização são da maior importância para garantir a existência de um mercado mais transparente e credível, e para ajudar os profissionais que atuam no sector a definir quais os destinos para onde se deverão dirigir, permitindo-lhes prestar um serviço mais seguro aos seus clientes.

Também para o poder público esta informação é da maior relevância, para que possa avaliar o comportamento do mercado e promover a definição de políticas que permitam corrigir eventuais desequilíbrios que o mercado apresente.

Atualmente, o mercado imobiliário português sente já as dificuldades da ausência de stock em determinadas zonas das principais cidades do País, motivo que tem feito com que haja desajustamentos entre oferta e procura, o que tem reflexos nos preços que são praticados e que estão desadequados à realidade das famílias portuguesas.

Como tal, a necessidade de regressar à construção nova torna-se quase um desígnio, que poderá aliviar os preços e as necessidades habitacionais das famílias.

Mas depois da crise que o País passou, ainda há receios em apostar neste mercado, motivo pelo qual a informação exata sobre os locais onde existe mais procura reduz os riscos de investimento. A construção nova deve regressar, sim, mas apenas em exclusivo nas localizações onde se prove que há real necessidade de renovação de stock.

Só assim, o mercado português poderá evitar eventuais bolhas especulativas e permitir que o crescimento do mercado seja sustentável e que mantenha a atual perspetiva positiva durante muitos anos.

Como tal, a monitorização do mercado imobiliário é muito importante, e é o motivo pelo qual a Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal tem apostado desde sempre, no seu acompanhamento através do Gabinete de Estudos.

 

Também por isso, a APEMIP lançou recentemente o seu Barómetro Imobiliário, que passará a ser divulgado com periodicidade mensal, permitindo dar, quase em tempo real, informação atualizada e fidedigna sobre a oferta e a procura no mercado imobiliário português.

Na base deste estudo, estará um inquérito realizado a um leque alargado de empresas, cujos dados serão cruzados com a informação que nos é fornecida por entidades públicas e privadas e que confirmarão a credibilidade deste Barómetro.

Fazer este trabalho sem quaisquer interesses comerciais e recorrendo aos agentes do mercado, é garantir que a informação transmitida é fidedigna e transparente, uma vez que os mediadores imobiliários conhecem, melhor que ninguém, as tendências que caracterizam tanto o lado da oferta, como o lado da procura.

A APEMIP dá assim mais um passo na defesa proteção dos consumidores.

 

Luis Lima

Presidente da APEMIP

luislima@apemip.pt

Projetos

 
 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

bg
bg bg bg